Buscar
  • Larissa Ferraro

A VERDADEIRA BELEZA


Olá minha irmã em Cristo, tudo bem?


Quero falar com você sobre um assunto que, em geral, atrai muito a atenção das mulheres, esse assunto é beleza. A atração que temos em relação à beleza não começou agora. Quando Eva foi tentada a comer o fruto que Deus proibiu, a Bíblia nos fala que ela se interessou pois o fruto era “agradável aos olhos”. Creio que desde que os espelhos e todas as formas de vermos a nós mesmas foram inventadas, mulheres buscam formas de serem “agradáveis aos olhos”. Isso não é em si um problema, ou pecado, a complicação na vida de uma serva de Cristo começa quando entendemos quem está dando os padrões para consideração de algo “agradável aos olhos”.


Vivemos em um mundo que nos pressiona de todos os lados para que estejamos sempre dentro de uma “forma”, um modelo do que é considerado normal, apropriado e belo. É interessante porque a proposta do mundo é que você seja livre, mas a verdade é que ele impõe uma escravidão, não liberdade. Quer ver? Imagine se você saísse na rua hoje com uma roupa igual a que sua bisavó usava, você seria considerada normal, apropriada e bela? Muito provavelmente não. Hoje para ser considerada dessa forma pelo mundo, você precisa ter a aparência de uma atriz ou modelo, não é verdade? Então, se você decide caminhar como o mundo, você não é livre, você é escrava de um padrão que muda a cada nova estação.


Mas ainda não chegamos à pior parte dessa questão. Algumas das roupas e acessórios que as mulheres que não temem a Deus usam, são de fato belas e até apropriadas para uma mulher cristã. Nós não precisamos parecer que somos de outro planeta, ou desleixadas, mas precisamos sim entender o que está por trás da moda hoje em dia.


Vivemos em um mundo “hiper sexualizado” (calma! Não se assuste nem tire esse material das mãos de sua filha adolescente). Isso quer dizer que tudo ao nosso redor tem apelo sexual. Basta olhar para outdoors, revistas e qualquer coisa que passe na TV. Creio firmemente que essa é uma forte estratégia de Satanás para destruir famílias. Ele vende a ideia de que a mulher normal é sexy, tornando-a um objeto de desejo e isso leva a inúmeras catástrofes. A moda hoje é baseada nessa ideia de tornar a mulher cada vez mais atraente sexualmente. Roupas justas, decotes profundos, saltos muito altos e saias curtas nos rodeiam em qualquer lugar e, infelizmente, não tem sido diferente na igreja.


Roupa é uma forma de comunicação a nosso respeito. Pensando nisso, o que será que você tem comunicado com a forma que se veste? Um ponto importante nesse assunto é a adequação ao ambiente. Você não vai a um casamente de pijama, certo? Isso não é adequado, da mesma forma existem roupas que não são adequadas para você vestir na igreja. A maioria das roupas que vou falar aqui não são adequadas para a mulher que teme a Deus em nenhuma ocasião, porém na igreja nosso cuidado deve ser ainda maior.


O apóstolo Paulo ao instruir Timóteo sobre como as mulheres deveriam se portar dentro da igreja, disse: “as mulheres se vistam modestamente, com decência e discrição, não se adornando com tranças e com ouro, nem com pérolas ou com roupas caras, mas com boas obras, como convém a mulheres que declaram adorar a Deus.” (1 Tm 2:9 NVI). Sabemos pelo contexto bíblico, que o uso de joias e penteados não é pecado. O que Paulo estava ensinando é que na casa de Deus não devemos ser o centro das atenções. Deus deve ser o centro das atenções, não nós. Os acessórios em si não configuram pecado, se usados moderadamente. Esse é um ponto bem direto e claro das Escrituras.


O outro ponto direto, claro e igualmente importante é referente ao que falei anteriormente, a sensualidade. Deus nos proíbe de despertar desejos que não temos o direito de satisfazer. Isso é defraudar nossos irmãos em Cristo. Quando usamos roupas que chamam a atenção para beleza de nosso corpo estamos tentando nossos irmãos solteiros e casados.


Paulo advertiu aos Tessalonicenses (e a nós!):

“Pois essa é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; e que, nesta matéria, ninguém ofenda nem defraude a seu irmão; porque o Senhor, contra todas estas coisas, como antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação. Dessarte, quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo.” (1 Ts 4:3-8 ARA)


Minha irmã, entenda algo importante: Homens e mulheres são diferentes porque Deus os fez diferentes. Os homens não pensam como nós e, além disso, são muito estimulados pelo que veem. Você pode achar que determinada roupa não é inapropriada, mas se ela chama a atenção para você de forma sensual, exibindo partes que deveriam ser reservadas para o seu marido, elas são sim inapropriadas para uma mulher que teme a Deus. Meu objetivo é te ajudar a agradar a Deus, sendo uma mulher realmente bela. Por isso, vou mencionar algumas roupas específicas que não são apropriado para nós usarmos, principalmente dentro da igreja (lembra o que falei sobre adequação?).


Vamos começar pela parte de cima. Se o desenho dos seus seios está aparecendo, essa não é uma blusa adequada a mulheres cristãs. Qualquer variação de blusa com esse tamanho de decote não é apropriada.


Um erro muito frequente é pensar que pelo fato de ter um tecido cobrindo as partes do corpo a roupa é decente. Na verdade, uma roupa muito justa é sensual mesmo cobrindo da cabeça aos pés, por isso não é apropriada a uma mulher cristã. Se você tem curvas acentuadas deve tomar cuidado extra com esse tipo de roupa.


Em relação às saias, devemos ter cuidado com o comprimento adequado. Qualquer roupa com comprimento que passe de mais ou menos quatros dedos acima do joelho é muito curta. Muitas saias e shorts que estão na moda agora tem o comprimento de uma roupa íntima. Claramente, não são adequadas às mulheres cristãs. Mas, mesmo as saias que ficam próximas aos joelhos, devem ser usadas com cautela na igreja. Isso porque você vai sentar e ela vai subir. Fato que pode fazer com que o homem ao seu lado passe o culto prestando mais atenção às suas pernas do que à Palavra de Deus. Não é esse seu desejo, certo?


Espero ter te ajudado a pensar sobre suas roupas como uma mulher que teme a Deus. O mais importante, porém, é o cuidado com o seu coração ou ser interior. A Bíblia diz em Provérbios 11:22 (NVI) que, “Como joia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição.". Isso quer dizer que seus comportamentos e sua comunicação são mais importantes e te farão muito mais bela do que qualquer roupa, maquiagem ou joia. Essa verdade é reforçada em outros locais na Bíblia:


“Do mesmo modo, mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês. A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e joias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus.” 1 Pedro 3:1-4 (NVI)


“A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada. Que ela receba a recompensa merecida, e as suas obras sejam elogiadas à porta da cidade” Provérbios 31:30,31 (NVI)


Querida irmã, quero finalizar meus conselhos para você com dois desafios:


1. Faça hoje mesmo uma arrumação em seu guarda roupas e tire todas as peças que são inadequadas.


2. Converse com duas ou três irmãs de sua confiança e peça para elas te avisarem se você estiver vestida de uma maneira que não combina com uma mulher que confessa Jesus Cristo como Salvador e Senhor em sua vida.


Deus te abençoe enquanto você cresce no conhecimento Dele, para glória Dele.

Larissa Ferraro

212 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo